terça-feira, 31 de julho de 2012

2º SARAU: "POEMA DE ABERTURA"

( CLICK 2X AMPLIAR FOTO )

A consideração do Padre José Calvi pela Mãe do Salvador exprimia seu amor ao ponto de chegar a compor um poema em sua honra com estes versos:

O AMOR DO JOVEM PE. JOSÉ CALVI, POR MARIA ERA TANTO QUE ATÉ CHEGOU A COMPOR UM POEMA EM SUA HONRA: [1 ]

Eu sou um pobre peregrino
Que vem, Virgem toda puríssima,
Pedir-te um tantinho de alívio e de fé
Neste vale de agruras.

Não vires os teus olhos piedosos, eu sou mesquinho;
Por toda parte te exaltam teus filhos agradecidos;
Estende teus dedos poderosos: toca-me.

Em altas vozes, tuas misericórdias cantarei,
Fiel na terra, no céu,
Eternamente!

Honra, gratidão, dever, regra...
De tua conceição gloriar-me,
Da tua glória fundamento,
A nossa males medicina.

A ti clamo, a ti imploro, de ti me aproximo,
Bondosa e piedosa mãe; Mãe, Virgem Maria,
De te amar na minha alma acendo o gosto.

Oh! Se eu te amar, oh! Se eu te servir,
Só umas parcelas
Do amor, cuidado que tu sempre
A mim desvelas!

No rio de lágrimas que é a nossa vida,
No fraco barco d'alma e coração,
É doce peso abrigar-te, Maria.
Doce peso abrigar-te, Maria.


FONTE:
Padre José Calvi, Servo de Deus
Missionário dos Oblatos de São José

[1] Fonte: Pág. 31

Nenhum comentário:

Postar um comentário