segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

CECILIA MEIRELES NO 4º SARAU

               ( CLICK 2X FOTO AMPLIAR )

Em BREVE você vai ouvir as poesias de "CECILIA MEIRELES" na QUARTA EDIÇÃO - SARAU: POESIA E TEATRO.

Avaliando os livros de poesias e autores que se encontram no acervo da Biblioteca Padre José Calvi, foi escolhido o Titulo: "ANTOLOGIA POÈTICA"

Título: Antologia Poética
Autor: Cecília Meireles
Editora: Nova Fronteira
Edição: 3
Ano: 2001
308 páginas

 

SINOPSE

O titulo acima foi escolhida para que todos os "Sarauzeiros" possam ler e saborear na noite do quarto sarau, as belissimas poesias de Cecilia Meireles.

Esta "Antologia Poética" foi a primeira coletânea de Cecília Meireles, publicada inicialmente em 1963 e é a única cujos textos foram escolhidos pela própria autora, retirados de diversos livros seus, além de poemas inéditos até aquela época.

Numa linguagem extremamente musical e de grande comunicabilidade, faz desfilar frente ao leitor uma ampla diversidade de temas, desde o louvor às pequenas belezas do mundo até as indagações transcendentais sobre o destino humano, sem esquecer o registro histórico e libertário de seu consagrado "Romanceiro da Inconfidência".

Nesta Antologia poética, podemos apreciar passagens consagradas da encantadora rota lírica de Cecília Meireles. Escolhidos pela própria autora, os poemas aqui reunidos nos levam a vislumbrar diferentes fases de sua vasta obra. Por este motivo, o livro é oportunidade ímpar para se ter uma ampla noção do primor que configuram seus versos. Ao fim da leitura, percebe-se que Cecília, por meio de uma erudição invejável, versifica temas como amor e a saudade de forma única.
 


Nesta seleção de sua obra poética, Cecília elenca versos de outros livros fundamentais, como Mar absoluto, Retrato natural, Amor em Leonoreta, Doze noturnos da Holanda, O Aeronauta, Pequeno oratório de Santa Clara, Canções, Metal rosicler e Poemas escritos na Índia.

De posse dessa bússola precisa que é a antologia de poemas de Cecília Meireles, sarauzeiro velejará de forma privilegiada, conhecendo as habilidades e as sensibilidades de uma das maiores timoneiras do verso em língua portuguesa.

Embora seja mais conhecida como poetisa, nos deixou também contos, crônicas, literatura infantil e folclore (chegou a ser reconhecida internacionalmente como uma grande conhecedora do assunto).

Faleceu no dia 9 de novembro de 1964. Recebeu, postumamente, o Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto de sua obra.

Em breve estaremos convidando você a participar do 4º SARAU a ser realizado no Centro Pastoral São José Marello. Um dos projetos da Biblioteca Padre José Calvi, com a participação de alguns jovens voluntários e apoio de colaboradores que desejam abrir espaço para a cultura e educação.

FRASE DE CECILIA MEIRELES
" Há pessoas que nos falam e nem as escutamos, há pessoas que nos ferem e nem cicatrizes deixam mas há pessoas que simplesmente aparecem em nossas vidas e nos marcam para sempre."
( Cecília Meireles )

Nenhum comentário:

Postar um comentário